banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

ANUNCIO-VOS UMA GRANDE ALEGRIA!

Assim disse um anjo do Senhor aos pastores, naquela noite de Belém.
Como nos relatos bíblicos de aparição, e porque a glória do Senhor refulgiu em volta deles, os pastores tiveram muito medo. Mas a notícia era de alegria: “não temais, pois anuncio-vos uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um menino envolto em panos e deitado numa manjedoura.”


E logo um grupo de anjos cantou: “ Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens do seu agrado. “

Quando os anjos se afastaram deles em direcção ao Céu, os pastores disseram uns aos outros: “Vamos a Belém ver o que aconteceu e o que o Senhor nos deu a conhecer.”

Foram apressadamente e encontraram Maria, José e o Menino deitado na manjedoura. Depois de terem visto, começaram a divulgar o que lhes tinham dito a respeito daquele menino.

Todos os que ouviram se admiravam do que lhes diziam os pastores. Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu coração. E os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora anunciado. (Lc 2, 10-20).

Perante a salvação que vem de Deus, o ser humano não pode senão sentir também uma grande alegria.

Cada ano, o Natal recorda esta invasão da luz de Deus no nosso mundo envolto em violência, para nos trazer misericórdia e paz.

Podemos celebrar o Natal todo o ano. Em cada Eucaristia também acontece Natal: nos humildes sinais do pão e do vinho torna-se presente o mesmo Jesus de Belém, o Senhor Crucificado e Ressuscitado. Todos os Domingos, ao proclamar eclesialmente a nossa Fé, fazemos memória da realidade assombrosa do Natal: “E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos Céus. E encarnou pelo poder do Espírito Santo no seio da Virgem Maria, e se fez homem”.
 
Não podemos, é viver o Natal como por aí encontramos nos anúncios comerciais, ou nas cartas ao pai-natal que inculcamos nas crianças. O Natal cristão acolhe o Salvador (Jesus) em forma de Menino, mas cresce e morre com Ele… até que, de novo, outros anjos resplandecentes vêm anunciar às mulheres amedrontadas, junto ao sepulcro: “Não está aqui; Ressuscitou!” (Lc 24,6). E tanto elas, como os pastores – dois grupos socialmente desconsiderados naquela época – anunciaram a toda a gente o nascimento e a ressurreição de Jesus (Lc 2,17-20; 24,10).

Hoje é a nossa vez de acolher e anunciar esta Boa-Nova de alegria
Santo Natal, para todo o ano!    Desejam os “LEIGOS EM ASCENSÃO” (LEA)

António Costa

 

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Colégio Flori
Exposição missionária
Festa padroeiro
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Semana Santa Moçambique